terça-feira, 25 de novembro de 2008

Quem é Paul Rogers?

Hoje no serviço uma reunião extraordinária aconteceu reunindo três roqueiros inveterados, eu inclusa, e nenhum de nós (opa, nome de banda!) sabia quem era o figura. A pergunta que não quer calar "Quem é Paul Rogers? (daria um bom nome de banda!) ficou soando nas nossas cabeças. Um show do Queen no Brasil não passa despercebido por nós e atiça a vontade de torrar o salário suado num ingresso, mas esta incógnita pessoa incomoda e põe fim no ímpeto de sair correndo até o Via Funchal. Quem ousaria acordar o Queen do panteão do rock onde descansa eternamente laureando suas glórias? E ainda por cima profanar o espaço ocupado pelo Freddie Mercury? Quem?Quem?Quem?!

Na matéria jabazeira do "Cansástico" sobre o show a ignorância podia ser mitigada. Mas como sempre, tudo muito cuspido e escarrado. Um inglês entrevistado no meio do público que estava para ver o show na Europa se surpreende com o fato de que muitas pessoas não conhecem o Paul Rogers. Pensei "agora vão me explicar quem é este cara". Que nada, segue a matéria e nenhuma informação mais útil além da que ele foi integrante da banda Bad Company. Vai ver o próprio jornalista que montou não sabia muita coisa...Ou resolveu não revelar para não comprometer demais... Continuando a análise da matéria, o Roger Taylor diz que Paul Rogers era um ídolo do Freddie, que ele ficaria lisonjeado, coisaetal. Não me convenceram ainda. Cadê a cópia das declarações do Freddie com três vias registradas na ADEBRA? Disseram ainda que rolou uma química entre eles. Pô, vamos parar com isso. Viagem de pó não vale como critério para se escalar vocalista...E as imagens do cara cantando são menos convincentes ainda. Nada a ver. Sei lá, um Clóvis Bornay comportado. Um fio de voz, uma sem-gracice sem fim. Segue o link da matéria para aqueles que não assistiram: http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM912213-7823-QUEEN+VOLTA+AO+BRASIL+APOS+ANOS,00.html

Parti para a boa e velha procura no Google e no Youtube.Tava lá tudo sobre ele. O tudo e o nada junto: tanta coisa e tudo não passava de informação broxante. Que coisa!

Mais interessante foram os homônimos dele. Tinha Paul Rogers advogado e congressista norte-americano já mortinho (1921-2008). Vai ver caiu durinho quando viu seu nome nesta toada: "Você vai cantar com o Queen? Poxa, quem te vê nesta gravatinha e paletó não diria...". Tinha ator inglês de 81 anos ainda vivo. Um Paul Rogers jogador de futebol de times ingleses desconhecidos, como o Sutton United. Um outro jogador mais famoso, só que de basquete e australiano, que até passou pelo Los Angeles Lakers. Um ilustrador infantil. Um fotógrafo inglês competentíssimo com um fotoblog de encher os olhos. Um chef de cozinha! E por último um policial pervertido que tentou um "to groom" com uma garota (amigos fluentes no inglês, help me na nota: "A pervert police worker caught trying to groom a girl aged 12 over the internet got 18 months jail"). Até um homônimo brasileiro apareceu, Paulo Rogério, cantor gospel com uma música "Sou submisso". Este chegou perto, hein?

Deixo abaixo as fotos dos Paul Rogers todos para o deleite de vocês. Tentem descobrir quem é quem...

Agora o Paul Rogers mesmo, aquele que virá requentar os clássicos do Queen com sua vozinha...Bah...Chama o George Michael! Pelo menos o "Somebody to Love" dele no Tributo a Freddie Mercury tá mais empolgante!























6 comentários:

Janaína disse...

Sabe aquelas quase celebridades que ligam pros restaurantes, casas de suco e pizzarias pra saber se a celebridade do momento vai lá? Só pra aproveitar os paparazzi, né? Então, acho que o Paul Rogers aítava meio em baixa e resolveu lançar essa aí de química com o Fred Mercury.
Por aqui, temos o Ney Matogrosso cantando Cazuza muito bem, obrigada! Sem culpa nenhuma, aliás o Ney melhora a cada ano e não tem necessidade dessas tolices de reviver o romance "Ghost".
Tá me cheirando a estratégia de marqueteiro...

ZECA disse...

Em recente entrevista coletiva (aqui no Brasil), alguém perguntou por que mantinham o mesmo nome da Banda, já que não havia a preocupação de rememorar o velho Queen? Brian May, o guitarrista, disse que "já que existia um nome, por que mudá-lo?" Mas, eis que o tal Paul Rogers, em tom de humor, brinca: "nós queríamos o nom Beatles, mas não havia como..."
Olha o cara aí, meu!

ZECA disse...

Virgem Santa! Corro o risco de parecer um pouco reaça, mas, para meu deleite de fã do Queen, um novo vocalista pra essa histórica banda de rock, tem que ter, no mínimo, 10% do histrionismo de Freedie Mercury.
E não me venham com xurumelas...

Emerson disse...

to groom (segundo o urban dictionary): "A word which used to refer to the male getting married at a wedding or, as a verb, meant to look ater your appearance. However it has recently been hijacked by the press and now refers to the action in which a paedophile pursues an individual child via the internet."

crisim disse...

Então to groom é casar e assediar adolescentes pela internet...Só assédios pela internet? O Camelo do Los Hermanos não tá to groom na Malu Magalhães?

Bem podia ser o Ney Matogrosso no lugar...Pena que não é a praia dele...

Taí uma boa enquete: quem poderia cantar no Queen ao invés do insonso Paul Rogers?

crisim disse...

Alguém me puxou a orelha lembrando que teve uma banda sensacional onde o Paul Rogers cantou, o Free. Vou ouvir e ver se realmente posso compartilhar da mesma opinião. Sacumé, a gente tem que estar aberto.
Em tempo. Saiu na Planet Rock uma lista dos melhores cantores de rock de todos os tempos. Quem figurava como terceiro colocado? Para mim é cascata!

Vejam a lista:
1. Robert Plant (Led Zeppelin)
2. Freddie Mercury (Queen)
3. Paul Rodgers (Free/Bad Company)
4. Ian Gillan (Deep Purple)
5. Roger Daltrey (The Who)
6. David Coverdale (Whitesnake)
7. Axl Rose (Guns N' Roses)
8. Bruce Dickinson (Iron Maiden)
9. Mick Jagger (The Rolling Stones)
10. Bon Scott (AC/DC)
11. David Bowie
12. Jon Bon Jovi (Bon Jovi)
13. Steven Tyler (Aerosmith)
14. Jon Anderson (Yes)
15. Bruce Springsteen
16. Joe Cocker
17. Ozzy Osbourne (Black Sabbath)
18. Bono (U2)
19. Peter Gabriel
20. James Hetfield (Metallica)